Sobre o tempo

01:15 am.

Antes de escrever esse post, eu havia digitado no google a seguinte pesquisa: “portishead discography torrent”. Seis meses atrás eu deletei minha pasta de músicas e ainda não consegui colocar tudo em ordem. Maldito ato impulsivo. Porque céus eu deletaria quase 30 gigas de música que demorei anos para montar? Se eu pudesse voltar no tempo eu acertaria a minha cara o mais forte possível.

Um pouco antes disso eu estava no aniversário de 20 anos de um dos meus melhores amigos. Já faz mais de um ano que passei dessa marca.

No caminho de volta dei boa noite a um segurança de rua que parecia o sujeito mais solitário do mundo. (Eu enfiado num casaco com as mãos para dentro e o capuz cobrindo todo o rosto. Frio desgraçado, mas gostoso).

Vi um sujeito sozinho ouvindo Novos Baianos na varanda. (Mistério do Planeta). Ele também parecia o sujeito mais solitário do mundo.

Cheguei em casa. O tempo está lá fora gritando. Passando. Correndo. Morrendo.

Aqui está quente. Calmo. Sútil. Parado.

01:34 am.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s