Aqui não mora Joana d’Arc

A corrente presa às pernas arrastava e sapateava a cordilheira de escadas e elevações do palácio. Insubordinável aos demais seres humanos, o labirinto de pedras e sombras fazia de casa para ela.

O seu pelo, agora grotesco e inchado, exalava um forte cheiro de carne queimada. O sangue corria frouxo pelos forros abertos de suas entranhas. O caminho de volta era um mausoléu de pegadas assustadoras deixadas no chão.

Passou uma semana e o corpo continuava igual. Tão podre que nem as aves de carniça se aproximariam. Tão vivo que ela deixara de acreditar na morte – na passagem prometida pelo bom deus. A mulher corroía-se em tristeza e tédio no assoalho gelado.

Como o trabalho tinha sido para se tornar santa, se fora feito em prol de si mesma? Ela não subira aos céus. Pregaria sua maldita missa na terra dos homens. Na terra negra e infértil de mil doenças e mil perversões.

Era hoje menos o espírito de guerra e mais a cabeça flutuando sem ideias; o corpo entregue aos açoites – noite e dia – de músculos e mentiras. Não cabia a ela um nome, já que há tempos tinha perdido o seu significado de gente.

Antes, Joana cozinhava madrugadas de ternura e paixão, ora atordoada pelo amor que admirava, ora assombrada pelas sombras que cruzavam o castelo e ameaçavam seus sonhos virginais. Quando ainda ousava acordar de seu sono miraculoso se via diante das mesmas faces e estava de novo presa às correntes, queimando pelo pecado de outra pessoa.

Quando as entranhas se tornaram cinzas, ela juntou as mãos – nunca verdadeiramente ungidas – e pediu pela sua alma. Mas não subiu. Manteve seus lábios apertados em silêncio. Por fim, desapareceu enlouquecida no labirinto.

O mundo continuou a seguir apenas os seus próprios presságios. A História, no entanto, nunca se calou e prosseguiu queimando com labaredas sete vezes maiores do as paredes do palácio. E os homens continuaram entediados demais para entender o que se passara.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s