Alfred: Meus 10 Filmes Favoritos de 2013

Aí embaixo os votos que enviei ao Alfred desse ano.

10. A Bela Que Dorme, de Marco Bellochio (Itália)

Bellochio cria um diálogo de experiências fragmentadas em um mundo de fragmentos. Menos o drama da eutanásia, mais a cara de pau de fazer cinema de absolutamente tudo.

9. O Mestre, de Paul Thomas Anderson (EUA)

Um filme sobre a ausência de sentido na palavra. A função da narrativa, para Anderson, sempre se completa na mentira e na encenação – e isto é suficiente. O resultado é o seu espetáculo mais exuberante desde Magnólia (1999).

8. Vocês Ainda Não Viram Nada!, de Alain Resnais (França)

Não sei nem mais o que falar sobre os filmes mais recente de Resnais, só que, com 91 anos, o francês ainda tem mais coisas a dizer sobre arte e cinema do que 90% do que é produzido hoje em dia.

7. Amor Profundo, de Terrence Davies (Reino Unido)

Davies encontra símbolos nada simplórios no discurso silencioso de uma antiga peça sobre o amor, o amor e bem… o amor.

6. Antes da Meia Noite, de Richard Linklater (EUA)

O conto de amor mais cético do mundo.

5. A Hora Mais Escura, de Kathryn Bigelow (EUA)

Em Guerra ao Terror, Bigelow encontrou um arsenal de movimentos em uma guerra invisível. Aqui o jogo muda. Quando o objetivo é concreto, Bigelow encontra uma guerra de dados, de números, de informações. E o homem, de novo, desaparece na poeira do deserto.

4. O Som Ao Redor, de Kléber Mendonça Filho (Brasil)

A Viagem de Chihiro (2001) versão mundana. E um grande filme de horror sobre a brutalidade das relações humanas.

3. Azul é a Cor Mais Quente, de Abdellatif Kechiche (França)

Do filme de descoberta ao filme de amor. Do close cinematográfico ao plano que engessa o ordinário da vida. Se o corpo no cinema é tradição, em Azul é a Cor Mais Quente ele se torna matéria orgânica. E aqui o corpo sangra sem nenhum pudor.

2. Crazy Horse, de Frederick Wiseman (EUA)

Wiseman documenta ensaios sobre cores, danças, luzes e etc, em busca da origem da nossa adoração pela imagem-movimento.

  1. Tabu – Miguel Gomes (Portugal)

Tabu é daqueles filmes que poderiam encerrar o cinema. Se existe uma força nostálgica puxando todas imagens para a História do mundo, há também um desejo claro de entender todo o cinema como sempre sendo uma experiência de renovação. É um filme sobre a cinefilia e sobre suas projeções emotivas nas telas. O que explica porque Tabu parece ser o longa-metragem mais melancólico já feito.

Outras categorias:

Melhor Direção

  1. Miguel Gomes, por Tabu
  2. Alain Resnais, por Vocês Ainda Não Viram Nada!
  3. Kléber Mendonça Filho, por O Som Ao Redor
  4. Frederick Wiseman, por Crazy Horse
  5. Abdellatif Kechiche, por Azul é a Cor Mais Quente

Melhor Ator

  1. Joaquin Phoenix, por O Mestre
  2. Daniel Day-Lewis, por Lincoln
  3. Jean Louis-Trintignant, por Amor
  4. Tye Sheridan, por Amor Bandido
  5. Ethan Hawke, por Antes da Meia Noite

Melhor Atriz

  1. Adèle Exarchopoulos, por Azul é a Cor Mais Quente
  2. Juliette Binoche, por Camille Claudel, 1915
  3. Rachel Weisz, por Amor Profundo
  4. Jessica Chanstain, por A Hora Mais Escura
  5. Julie Delpy, por Antes da Meia Noite

Melhor Ator Coadjuvante

  1. Leonardo DiCaprio, por Django Livre
  2. Philip Seymour Hoffman, por O Mestre
  3. Matthew McConaughey, por Killer Joe
  4. Matthew McConaughey, por Amor Bandido
  5. Christoph Waltz, por Django Livre

Melhor Atriz Coadjuvante

  1. Amy Adams, por O Mestre
  2. Maeve Jinkings, por O Som ao Redor
  3. Laura Soveral, por Tabu
  4. Léa Seydoux, por Azul é a Cor Mais Quente
  5. Gina Gershon, por Killer Joe

Cena do Ano

  1. Motocicleta no deserto, em O Mestre
  2. Reencontro, em Azul é a Cor Mais Quente
  3. Plano sequência de abertura, em Gravidade
  4. Interrogatório, em O Mestre
  5. Pesadelo, O Som ao Redor
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s