Sobre os ideais

O punho fechado ajusta com esmero a tensão da corda. As duas extremidades da parábola se contraem como se ainda navegassem imortais no útero materno. A seta adormece em sono virgem, mas com a ponta tremendo de ansiedade, aguardado os segundos que a separavam do êxtase de atravessar a carne de um animal.

De repente dispara.

O grito do vento deflora o ar sem qualquer peso místico. O vermelho correndo pelos lábios da seta legitimam sua vitória. Com impetuosa velocidade, o homem cruza os curtos vales não encontrado desafio capaz de contê-lo. Sem cuidado, os pés pesados e corruptos pisam e se safam, agredindo os pequenos bosques de flores. Contaminado pelo cheiro metálico do sangue, o caçador chega com violência até sua presa.

Curvando-se para conferir seu trabalho, ele pega e guarda, com orgulho, a flecha certeira dentro da aljava. O sol se esconde na colina já muito apertado entre uma bochecha e outra. Chega a hora de fazer o caminho de volta. Com passos musicais crepitando sobre folhas secas e gravetos, no farfalhar irrequieto das árvores, para e observa a caça moribunda ainda com expressões paralíticas de dor. Então, em um gesto irônico e desrespeitoso, levanta a cabeça aos céus e sela suas orbitas.

Com sua moral bruta tinindo nas costas, no peito, em cada célula de seu truculento corpo, congela inerte por trinta e sete segundos. Refletia, alguns diriam; ou talvez só ouvisse o cantarolar fértil do cerne da floresta. Espera – espera pouco, mas espera. Acredita que a voz doce da mãe terra preencherá seus ouvidos pregando que todos os seus feitos serão lembrados e que sua alma será para sempre petrificada no coração de belas mulheres como a de um indigente do bom deus.

“Estou me tornando tudo aquilo que odeio” o caçador pensou.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s